Amor próprio

   Uma certa vez, parei de viver do amor dos outros não tô só falando daquele que você pensa que tem com o sexo oposto do dizendo do modo geral. Na verdade faz alguns anos que consegui construir meu amor próprio saber se aceitar do jeito que é, como tinha muito medo do que os outros iriam falar se deixasse meu cabelon solto.

  Vejo que agora estou me auto aceitando mais sem medo das críticas que vão vir quando você se ama do jeitinho que é as coisas ficam mais fáceis na vida.

  Se falar aqui o que aconteceu na minha pequena vida vão virar mais que um textao uma auto biografia. Se tiver vontade de usar batom roxo ou preto vai na fé, se quiser usar crooped mesmo tendo uma barriguinha abusa garota , ou até mesmo fazer uma tattoo faça.

   Nunca se prevê de fazer o que bem entender na sua vida, ela é muito curta pra você ficar aí fazendo o que os outros querem.Um recado pras manas e manos vamos viver a vida como se fosse o último.

0 comentários:

Postar um comentário







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!